“A 15 de Março vem aí”

“A 15 de Março vem aí”

Por Ivete Ribeiro – Movimento “A 15 de março vem aí”
Filarmônica 15 de Março (Foto: Arquivo)
Filarmônica 15 de Março (Foto: Arquivo)

A música alimenta a alma, resgata recordações, une o passado distante ao presente e provoca lágrimas de emoção. É assim em Barro Vermelho, quando se ouve ou ouvia os acordes da Filarmônica 15 de Março, fundada por senhores, patriarcas de famílias barro-vermelhenses que tinham um sonho em comum e viram este sonho se tornar realidade em 15 de março de 1917, quando oficializaram a fundação da hoje centenária Filarmônica 15 de Março alimentada pela vocação do povo de Barro Vermelho.

A filarmônica nasceu, floresceu e cresceu de Arnobio, Izaulino, Filemon, Hélio e Joacir. Abrilhantou festas não só em Barro Vermelho, mas por todo o município de Curaçá e municípios circunvizinhos como Abaré e Juazeiro, acompanhou por muitos anos o novenário e a procissão do padroeiro São João Batista, acompanhou tradicionalmente casamentos e batizados, mas, sentiu o peso da decadência com a partida de seus componentes para outras localidades em busca de melhores condições de vida, ou para a eternidade.

Com a morte do maestro Filemon, relevante foi o empenho de seu filho também maestro Elton Oliveira e seus filhos João Gilberto e Josielton pela sustentabilidade da filarmônica cuja falência foi inevitável. Mas sua história escrita por muitas décadas é fator de forte campanha em favor de seu resgate. Barro Vermelho quer a Filarmônica 15 de Março de volta, viva, atuante e levando a todos os horizontes do Sertão baiano, seus inigualáveis acordes.

RESULTADOS ESPERADOS COM O RESGATE DA 15 DE MARÇO

  1. Promoção de reencontros entre amigos e familiares, reforçando laços de amizade, paz e união na comunidade.
  2. Provocação de pensamentos inovadores sobre empreendedorismo, além da possibilidade de acontecer o turismo rural.
  3. Qualificação profissional, aumentando as chances de inserção no mercado de trabalho.
  4. Geração de renda para alguns moradores da comunidade.
  5. Descoberta e lapidação de novos talentos com o objetivo de lançar suas carreiras e desenvolver suas trajetórias musicais.
  6. Fortalecimento da autoestima da comunidade.
  7. Fortalecimento da identidade cultural do Município.
  8. Reconhecimento de Direitos reforçando a cidadania.
  9. Promoção de eventos culturais que tragam lazer para a comunidade e movimentação para o comércio local.

Convidamos todos os filhos de Barro Vermelho, amantes da boa música para participarem do movimento “A 15 de Março vem aí”.

Você colabora com R$ 20,00 (vinte reais), durante um ano e com este recurso contrata-se um profissional da área que já foi selecionado, trata-se de Paulo Firmino, maestro da Banda da polícia militar de Juazeiro.

CONTA BANCÁRIA: 00175780, Agência 0080, operação 013

Caixa Econômica Federal – Instituto Cultural Mães Guerreiras da Luz – site: www.guerreirasdeluz.org

Contatos: WhatsApp 74 9 9104 1746 email: contato@guerreirasdeluz.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *