A sina do Barradão continua

Jogadores tentam achar explicação para péssimo rendimento em casa

Wallace admite jogo ruim e Yago avisa: ‘não adianta se desesperar’

Crédito: Correio da Bahia

Foto: Betto Jr / Correio
Foto: Betto Jr / Correio

É inexplicável. Quando o Vitória entra em campo dentro de casa, o torcedor já imagina: vem derrota por aí. Embora seja historicamente forte em seus domínios, nesse Brasileirão o rubro-negro é o time de pior campanha como mandante, com apenas duas vitórias em 14 jogos. Nesta quinta-feira (12), foi a vez do Sport, que não vencia há nove rodadas, deitar e rolar no Barradão e vencer por 2×1.

Incrédulo com mais um tropeço, o zagueiro Wallace admite que a derrota tem motivo: o jogo ruim feito pelo time. “A gente foi muito mal no jogo. A gente começou mal e até conseguiu se ajeitar, mas não tivemos paciência para jogar. Toda equipe foi mal. Assim fica realmente difícil a nossa situação”, desabafou.

Recuperado e de volta ao time titular após duas rodadas fora, Caíque Sá também se mostrou abatido com o placar. “Infelizmente, mais uma vez a gente não consegue vencer em casa. Não pode estar acontecendo isso. Temos que somar pontos pra não acabar ficando na zona de rebaixamento”.

Outro que estava abalado com a derrota foi o goleiro Caíque, que negou que o time prefira jogar longe de Salvador. “Nossa casa é aqui. Não tem motivo para querer jogar fora. Futebol é assim, não fazemos de propósito”, lamentou.

Mais tranquilo, Yago acalmou os ânimos. “A gente tem que ter cabeça tranquila agora. Não adianta ficar desesperado porque o resultado não vem, até porque não é de hoje que a gente vem deixando a desejar e não consegue o resultado em casa. Precisa parar, ter tranquilidade e ajeitar o que está errado”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *