CCJG recebe final do Festival Edésio Santos neste sábado

Segunda noite do Festival Edésio Santos define às 12 canções finalistas

Por Ramáiana Leal/SECULTE

Edésio Santos 1ª noite 5Nesta sexta-feira, 01, aconteceu a segunda noite da 20° edição do Festival Edésio Santos da Canção, no Centro de Cultura João Gilberto. A noite foi marcada com homenagem de artistas juazeirenses a Luiz Galvão, além do resultado das 12 canções finalistas. O Festival é uma realização da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

O segundo dia de Festival foi uma noite mais enérgica, com participação do público interagindo com palmas, gritos e assovios durante as apresentações das canções. O Produtor Cultural e Secretário Executivo da Secretaria de Cultura de Petrolina, Cássio Lucena, presente ao evento, disse que, além de fomentar toda uma cadeia produtiva, a perpetuação do Festival deixa claro a missão de Juazeiro com a bandeira cultural.

“Juazeiro tem esse olhar vitorioso em cumprir esse gesto bacana com a população, com a sua história. Parabenizo a Gestão, parabenizo os artistas por não deixarem a tradição de uma terra altamente musical morrer”, disse.

Para a Jornalista Thirza Santos a noite foi rica, com uma mistura de ritmos. “Cada artista que se apresentou trouxe um pouco de si, da sua cultura e foi uma colcha de retalhos que abrilhantou a noite e encheu a platéia de emoção. Todos os participantes muito talentosos, fica difícil escolher uma canção preferida”, afirma.

Após as apresentações das canções do Festival, um grupo de artistas juazeirenses fez uma homenagem ao poeta, cantor e compositor Luiz Galvão, cantando algumas de suas canções de sucesso. “É uma forma bonita de homenagear Galvão, valorizando nossas pratas da casa. Juazeiro é um celeiro musical e nossa obrigação é prestigiar e valorizar os nossos.

Galvão e o grupo Novos Baianos teriam gostado da apresentação, se tivessem visto”, disse o Superintendente de Cultura, Maurício Dias.

Confira as músicas classificadas para a última noite:

Colorir da gente – Yuka

Mesmo quando o céu não faz chover – Joyce Guirra Cada um – Manuca Almeida/Alexandre Leão

Juazeiranidade- Fatel

Perfume do Passado- João Gilberto/ Mariano Carvalho Canto para Ogum – Junior Mota Fios de Tempo- Joedson Sidney/ Jamison Sampaio

Quintal- Moesio Belfort/ Carlos Hiury/ Eneida Trindade

Diferentemente- Antônio Fabrício

Reflexos- Jefferson Castro

Uma canção para a lua- João Energia

Brasil dos invisíveis- Zêbeto Corrêa/ Martin César

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *