Dia da Consciência Negra é celebrado em Juazeiro

Dia da Consciência Negra é celebrado em Juazeiro

Por Fabiana Diniz/SEDES

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) com o apoio do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE) e de diversas entidades representativas realizou na tarde desta segunda-feira (20), Dia da Consciência Negra, uma extensa programação dentro do Novembro Negro.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A I Marcha do Povo Negro de Juazeiro abriu as atividades que trouxeram momentos de reflexão e conscientização acerca das políticas públicas voltadas para o negro. Os grupos ‘Encrespa’ e ‘Quidé Falaê’ animaram a marcha com músicas representativas da cultura negra. “Essa marcha demonstra o esforço coletivo de diversas entidades que diariamente lutam pela afirmação do negro na sociedade. É momento de nos reunirmos e refletirmos sobre os avanços das políticas públicas voltadas para nós negros”, destacou o gerente de Cultura, Ramon Raniere.

Para a secretária Cida Gama, a marcha representa um marco de luta para o povo negro de Juazeiro, que hoje corresponde a 73% da população na cidade. “Somos agentes públicos e temos obrigação de lutar pelo direito do outro. Viemos para as ruas para mostrar que somos todos iguais e que o respeito será sempre o melhor caminho”, afirmou.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Marcha percorreu a Avenida Adolfo Viana, Rua da 28 e encerrou-se na Praça São Tiago Maior onde foi realizado o desfile da beleza negra.  “Hoje é o nosso dia. Dia da Consciência de que temos história, que somos filho da África, de indígenas e que temos muito que comemorar. Esse é um momento de fortalecer nossa luta”, ressaltou a vice-presidente do COMPIR, Márcia Guena, destacando ainda a criação do SOS Racismo que vai funcionar através do CREAS, no número 0800-284-7033. “Hoje lançamos, junto com a prefeitura, esse que é o fruto de muita luta e dedicação. A partir de hoje temos mais um importante canal de denúncia para casos de racismo. Juntos, vamos transformar Juazeiro em uma cidade sem racismo”, completou.

As comemorações pelo Dia da Consciência Negra tiveram ainda a participação dos povos de terreiros, Samba de Véio do Rodeadouro, Grupo Três da Matina e Afoxé Filhos de Zaze.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As ações voltadas ao Novembro Negro acontecem em Juazeiro desde 2013 trazendo um calendário com diversas atividades que buscam fortalecer a identidade do Povo Negro, combatendo o racismo e a intolerância religiosa dando visibilidade também às ações dos povos de terreiro da cidade. A programação continua na próxima quinta-feira (23) com o Seminário de Saúde da População Negra e segue durante todo o mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *