Juazeirense perde a invencibilidade e a liderança do Baianão – Agência CH

Juazeirense perde a invencibilidade e a liderança do Baianão

Derrota para o Flu de Feira por 3 a 1 aconteceu no segundo tempo

Ascom Look Assessoria

A Juazeirense encontrou um duro adversário no Joia da Princesa. Em um jogo marcado por forte marcação dos dois lados, o Cancão acabou derrotado por 3×1. Todos os gols da partida foram marcados no segundo tempo. Com a derrota, o Cancão perdeu a invencibilidade no campeonato, mas segue no G-4 e com a classificação encaminhada às semifinais do estadual. Na próxima rodada, o Cancão encara o Bahia, domingo que vem no Adauto Moraes.

O Cancão teve algumas chances no primeiro tempo. O volante Waguinho arriscou alguns cruzamentos na área, mas a zaga do Flu levava a melhor. Rayllan também arriscou chute dentro da área, mas sem perigo para o goleiro Deola. O próprio camisa 11 teve chance em cobrança de falta, mas o assistente marcou impedimento na jogada. No final do primeiro tempo, o Cancão teve uma sequência de escanteios. Só que a bola não queria entrar.

No segundo tempo, o Fluminense abriu o placar após pênalti cometido por Emílio em cima de Levi. Maranhão converteu a cobrança. O técnico Zaluar colocou o Cancão ao ataque e promoveu as entradas de Toni Galego e Jildemar.

Mais ofensivo, o time buscava o empate de qualquer jeito. De tanto insistir, ele veio. Rayllan fez a jogada e Jildemar, que tinha acabado de entrar, deixou tudo igual no Joia da Princesa.  O problema é que o Cancão nem teve tempo para comemorar. Em cobrança de falta, Mário Lúcio colocou novamente o Fluminense na frente do placar. Ao se lançar ao ataque pra buscar o empate, o Cancão acabou levando o terceiro gol.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE: Deola; Deizinho, Ranieri, Eduardo e Daniel; Rodolfo, Maranhão (Dinda), Diego Aragão e Mário Lúcio; Roberto Pitio (Levi) e Alan (William José). Técnico: Evandro Guimarães.

JUAZEIRENSE: Tigre; Capone, Emílio, Alysson e Deca (Jildemar); Waguinho, Júnior Gaúcho, Enercino (Patrik) e Bruno Matos (Toni Galego); Salatiel e Raylan. Técnico: Antônio Zaluar.

ESTÁDIO: Joia da Princesa.

ÁRBITRO: Bruno Vasconcelos, auxiliado por Cláudio Aragão e Patricia Nascimento.

GOLS: Maranhão, aos sete, Mário Lúcio, aos 37 e Deizinho, aos 43; Jildemar, aos 32 minutos do 2ª tempo.

CARTÃO AMARELO: Rodolfo, Eduardo, Mário Lúcio, Levi e Alan (Fluminense); Emílio, Tigre e Capone (Juazeirense).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat WhatsApp CH