Volkswagen Virtus 1.0 turbo: primeiras impressões – Agência CH

Volkswagen Virtus 1.0 turbo: primeiras impressões

Volkswagen Virtus 1.0 turbo: primeiras impressões

Volkswagen Virtus (foto divulgação)
Volkswagen Virtus (foto divulgação)

Sedã derivado do Polo começa a ser vendido a partir de R$ 59.990, mas versões turbo partem de R$ R$ 73.490. Espaço e equipamentos de segurança são destaque; cabine não anima.

Queijo e goiabada, arroz e feijão são ótimos exemplos de duplas que são preferência nacional. Ainda que não produza alimentos, a Volkswagen espera que outra dobradinha, composta por Polo Virtus, alcance o mesmo nível de sucesso.

Neste menu degustação, o primeiro “prato” foi o Polo, que começar a se destacar nas vendas. O segundo chega agora com a versão sedã, que tem nome e proposta diferentes, mas carrega carga semelhante de responsabilidade.

O Virtus vai partir de R$ 59.990, mas, com o motor turbo, avaliado pelo G1, começa em R$ 73.490 (VEJA TODOS OS PREÇOS E VERSÕES).

O Virtus segue a receita do cardápio enxuto da Volkswagen. A versão de entrada é equipada com motor 1.6 de 117 cavalos e câmbio manual de 5 marchas. As outras duas possuem 1.0 turbo de 128 cv acoplado ao câmbio automático de 6 marchas.

Quem é ele na Volkswagen?

O Virtus chega para preencher a lacuna que existe entre o Voyage e o Jetta. Mas, pelo menos em porte e nível de equipamentos, o novo sedã se aproxima do modelo médio, que ganhou nova geração e ficou maior.

Credenciais apresentadas, chama a atenção a boa oferta de espaço interno.

No banco traseiro, um passageiro de 1,75 metro consegue praticamente dobrar as pernas. O assento acomoda bem 2 adultos na largura. O terceiro tem bom espaço para as pernas, mas o assento é um pouco mais curto do que os laterais.

E os rivais?

A chave para oferecer espaço de sedã médio com uma carroceria menor está na plataforma MQB A0, já utilizada pelo Polo em uma versão mais curta. A versatilidade dela coloca o Virtus em vantagem diante de boa parte de seus concorrentes.

Falando neles, o Virtus vai encarar sedãs diversos. A versão de entrada, que deve representar 30% das vendas, chega para rivalizar com Chevrolet Prisma e Hyundai HB20S – rivais em comum com o próprio Voyage. Tudo isso na casa dos R$ 60 mil, que é o preço inicial, o do Virtus com motor sem turbo 1.6 litro.

Leia a matéria completa no G1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat WhatsApp CH